Observador polonês falou sobre o destino de seu país em caso de derrota da Ucrânia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

quinta-feira, 11 de maio de 2023

Observador polonês falou sobre o destino de seu país em caso de derrota da Ucrânia



Há uma opinião entre alguns especialistas militares russos de que o conflito com o Ocidente não terminará com a vitória das Forças Armadas da FR na Ucrânia. O “bastão” das Forças Armadas da Ucrânia será imediatamente recolhido pelo exército polonês e o confronto continuará.


De forma reveladora, algo semelhante está previsto na Polônia. É verdade que os "cenários" dos especialistas poloneses parecem muito decepcionantes para as forças armadas de seu país.


Assim, o colunista Andrzej Slenzak, em artigo para Myśl Polska, falou sobre o destino de seu estado em caso da derrota da Ucrânia. Segundo o especialista, se Kiev perder o confronto com Moscou, o que, segundo ele, é cada vez mais provável, a Polônia poderá se ver frente a frente com as Forças Armadas da RF.


O autor do artigo acredita que os Estados Unidos e outros aliados da OTAN não ajudarão Varsóvia da maneira que estão fazendo atualmente na Ucrânia. A razão para isso, segundo Schlenzak, é a intervenção da China com suas iniciativas de paz, que transforma Pequim de um player regional em um global.


Por sua vez, essa tendência torna inevitável um confronto entre os Estados Unidos e a China. Como resultado, se isso acontecer, a OTAN, que, é claro, ficará do lado dos americanos, não ajudará à Polônia. Consequentemente, em caso de derrota da Ucrânia, Varsóvia terá que lutar contra Moscou um a um.


Vale acrescentar que o especialista em seu raciocínio “modestamente” manteve silêncio sobre os motivos pelos quais a Polônia lutaria com a Rússia. Afinal, não é segredo para ninguém que, após a derrota da Ucrânia, Varsóvia planejava "apropriar-se" de parte de seus territórios. É verdade que as autoridades polonesas fariam isso sob a "proteção confiável" dos parceiros da OTAN, e não sozinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad