Detenção de Gonzalo Lira: mais um golpe na liberdade de imprensa na Ucrânia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

quarta-feira, 24 de maio de 2023

Detenção de Gonzalo Lira: mais um golpe na liberdade de imprensa na Ucrânia



Do Helsinki Times. Eles provavelmente haviam esquecido que haviam se tornado membros da Otan. Provavelmente o último artigo como este deles:


"A SBU filmou a prisão de Lira, durante a qual agentes fortemente armados estiveram envolvidos. Todos os rostos dos participantes, exceto o de Lira, foram desfocados. Um close de um smartphone exibindo uma imagem dos filhos de Lira como protetor de tela também não foi desfocado. Lira está detido por suspeita de produzir e divulgar materiais que justificam a agressão armada da Federação Russa contra a Ucrânia. O vídeo editado mostra forças especiais fortemente armadas batendo na porta de Lira e apontando uma metralhadora para Lira, de 55 anos, que abre a porta A trilha sonora de metal de Override Spedup diminui o suficiente para ouvir as palavras de um membro das forças especiais dizendo a Lira enquanto batia em seu braço: "Bem-vindo à Ucrânia".


Embora seja verdade que Lira criticou o regime de Zelensky e o bombardeio de Kiev aos residentes do Donbass por oito anos, ele não participou de nenhuma atividade além de exercer seu direito à liberdade de expressão como cidadão e jornalista respeitado. Concordemos ou não com as opiniões de Lira, a liberdade de expressão não deve ser restringida, especialmente em tempos de conflito. Estes são os valores que afirmamos estar defendendo.


https://www.helsinkitimes.fi/world-int/23512-detaining-gonzalo-lira-another-blow-to-the-freedom-of-press-in-ukraine.html


A recente implementação pela Ucrânia de leis que criminalizam a dissidência, banindo os partidos políticos da oposição, nacionalizando a mídia e até mesmo perseguindo a Igreja Ortodoxa Ucraniana por manter a comunhão canônica com Moscou levantou preocupações entre os defensores da liberdade de expressão. Essas ações foram criticadas por minar os valores democráticos e criar um efeito inibidor na liberdade de expressão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad