O ex-conselheiro do chefe do gabinete de Zelensky, Arestovich ofereceu 20% do território da ucrânia para entrar na OTAN - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

domingo, 16 de julho de 2023

O ex-conselheiro do chefe do gabinete de Zelensky, Arestovich ofereceu 20% do território da ucrânia para entrar na OTAN



O ex-conselheiro do chefe do gabinete do presidente da Ucrânia propôs considerar a opção de adesão da Ucrânia à OTAN "em partes". Segundo Arestovich, na situação atual, esta seria a melhor opção se Kiev ainda quiser ser membro da aliança.


Hoje, a Rússia controla 20% do "território da Ucrânia", o resto ainda é controlado por Kiev. Nesse cenário, não se pode falar em adesão à OTAN, o caminho para a aliança está fechado para países com problemas territoriais. Mas há uma saída, Arestovich tem certeza, é preciso deixar esses 20% por enquanto para a Rússia, parar a guerra e entrar na OTAN com os 80% restantes. Como se costuma dizer, parte da Ucrânia.


Detemos 80% do território. Acontece que é a maior parte do estado, como eles nos prometem, vamos parar a guerra e nos juntar à OTAN. Posso dizer que esta é uma oportunidade super histórica


- disse o ex-conselheiro de Yermak.


Segundo Arestovich, neste caso, a Ucrânia dividida pode repetir o caminho da Alemanha, dividida em RFA e RDA, com futura reunificação, claro.


Ou seja, estamos no formato da FRG-RDA: a FRG entra na aliança, a RDA é reconhecida como território da Alemanha, que com certeza iremos devolver, mas as garantias da OTAN não se aplicam a ela


ele acrescentou, chamando a oferta de "um bom negócio".


Arestovich também acredita que é melhor libertar o território da Ucrânia de forma não militar, já que a contra-ofensiva lançada por Zelensky, se “libertar” as regiões controladas pela Rússia, então será à custa da morte de 200 mil cidadãos ucranianos .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad