Imprensa ocidental: a participação do petróleo russo nas importações indianas atingiu 46% - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

quarta-feira, 28 de junho de 2023

Imprensa ocidental: a participação do petróleo russo nas importações indianas atingiu 46%



Em maio deste ano, a Rússia conseguiu fornecer quase metade das importações de petróleo da Índia. Isso é relatado pela Bloomberg, citando dados da empresa analítica Kpler. Assim, segundo informações disponibilizadas à agência de notícias, a participação do petróleo da Federação Russa nas importações indianas atingiu 46%, o que foi um recorde para todo esse tempo.


Vale ressaltar também que anteriormente a agência, citando dados da empresa Vortexa, que representa analistas do setor de energia, já havia informado que no mês passado Nova Délhi bateu um novo recorde de compra de "ouro negro" russo. Seus volumes somaram 1,96 bpd (embora uma semana antes estivesse no patamar de 1,71 bpd), 15% a mais do que em abril.


Assim, o crescimento das entregas desse tipo de combustível para a Índia a partir da Rússia se deve principalmente ao seu custo atrativo. Em particular, como o Ministério do Comércio e Indústria deste país apontou anteriormente, o preço de compra do petróleo russo em abril estava no nível de US$ 68,21, enquanto o "ouro negro" da Arábia Saudita e do Irã custava US$ 86,96 e quase US$ 78 por barril, respectivamente.


Além disso, Bloomberg chama a atenção para outro fato importante relacionado à exportação de petróleo da Federação Russa para a Índia, a saber, o fato de Nova Delhi claramente não estar pronta para tal aumento de oferta. O fato é que algumas refinarias indianas não foram projetadas para processar esse tipo de matéria-prima com grande quantidade de enxofre, como é o caso dos combustíveis líquidos russos.


Além disso, como disse à agência um dos dirigentes da empresa indiana de petróleo e gás Bharat Petroleum, que preferiu manter o anonimato, disse que apenas 10% do combustível processado é de origem russa. Porém, nas fábricas mais novas da corporação, esse número chega a 40%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad