China impõe sanções de US$ 30 bilhões à fabricante de chips americana Micron - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

segunda-feira, 22 de maio de 2023

China impõe sanções de US$ 30 bilhões à fabricante de chips americana Micron



A China restringiu as importações de chips Micron americanos, vendo-os como uma ameaça à segurança nacional. As autoridades proibiram os operadores de infraestrutura crítica de comprar o produto americano, disse a Chancelaria Estatal de Informações da Internet da China.


De acordo com a Lei de Segurança de Rede e outras leis e regulamentos, os operadores de infraestrutura de informação crítica na China devem parar de comprar produtos da Micron


- disse em um comunicado.


A China é um dos mercados de vendas mais importantes para a empresa americana. Somente no ano passado, China e Hong Kong responderam por 25% da receita total da Micron de US$ 30,8 bilhões.


No início de abril, as autoridades chinesas começaram a verificar os produtos da empresa americana. Seu objetivo é “manter a segurança nacional, garantir a segurança de sua infraestrutura de informação e prevenir riscos causados ​​por problemas de produtos”.


A Micron já recebeu uma notificação das autoridades chinesas. A empresa comentou a decisão, anunciando que “aguarda ansiosamente pelas discussões” com o lado chinês.


Como observou o Financial Times, as ações de Pequim ocorreram depois que Washington limitou o acesso da China às principais tecnologias ocidentais. E nesse sentido, a Micron se tornou um alvo óbvio da China, já que seus chips podem ser facilmente substituídos por produtos de concorrentes sul-coreanos - Samsung e SK Hynix.


Ao mesmo tempo, os Estados Unidos já pediram a Seul que exorte seus fabricantes de chips a não vender chips para a China no caso de uma proibição dos produtos da Micron.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad