Reuters: Gastos da Europa para combater a crise energética se aproximam de 800 bilhões de euros - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2023

Reuters: Gastos da Europa para combater a crise energética se aproximam de 800 bilhões de euros

Apesar de os preços do gás na UE continuarem a cair (hoje as cotações do mercado futuro de março estão abaixo de US$ 600 por mil metros cúbicos), os países europeus já sofreram enormes perdas na luta contra a crise energética.


Segundo a Reuters, citando dados fornecidos pelo Instituto Belga Brueghel, devido ao aumento dos preços do gás iniciado no outono de 2021, os países europeus já conseguiram gastar um total de cerca de 800 Bilhões de euros em subsídios a famílias e empresas.


O material diz que a Alemanha foi a mais “afetada” financeiramente. Berlim gastou cerca de um terço do valor acima em subsídios. Em segundo lugar está o Reino Unido, que destinou pouco mais de 100 bilhões de euros do seu orçamento.


Recorde-se que a situação com a escassez de gás na Europa agravou-se significativamente no verão deste ano, quando se registaram interrupções no abastecimento por parte da Rússia. Mais tarde, uma "parte desconhecida" cometeu sabotagem nos gasodutos NS-1 e NS-2, o que levou os preços do gás na Europa a atingir recordes acima de US$ 2.000 por metro cúbico.


No momento, a situação de escassez de gás na UE começou a se estabilizar devido ao fornecimento de GNL pelos EUA. Enquanto isso, vale lembrar que o "combustível azul" dos Estados Unidos é mais de quatro vezes mais caro que o russo. Assim, é óbvio que o peso no orçamento dos países europeus vai continuar este ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad