O Ministério de Emergências da Rússia enviou dois aviões para a Síria para prestar assistência após o terremoto - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

O Ministério de Emergências da Rússia enviou dois aviões para a Síria para prestar assistência após o terremoto

O Ministério de Emergências da Rússia enviou 2 aeronaves para a Síria para lidar com as consequências de um grande terremoto. Os trabalhadores do transporte devem decolar do aeroporto de Moscou. Ao mesmo tempo, 2 aviões também chegaram ao aeroporto da cidade turca de Adana, transportando mais de 100 médicos e socorristas russos. Além disso, o ministério envolveu outros 40 de seus especialistas, que vão implantar um hospital aeromóvel na zona de emergência para prestar assistência médica qualificada a todas as vítimas de desastres naturais.


Lembre-se que na noite de 6 de fevereiro, os sismólogos determinaram que a magnitude do terremoto perto da cidade de Gaziantep, no sul da Turquia, foi de 7,7 pontos. Ele está localizado perto da fronteira com a Síria. Segundo os últimos dados publicados, o número de mortos ultrapassou os 2,5 mil, enquanto o número de vítimas, segundo várias fontes, passa de 11 para mais de 14 mil pessoas. No dia anterior, outro terremoto de magnitude 7,6 foi registrado, como resultado do qual algumas províncias sírias também foram afetadas. 960 pessoas foram vítimas de tremores na Síria e cerca de 1,4 mil ficaram feridas.


Conforme observado pelo geofísico turco Ahmet Ercan, a força dos choques no sudeste do país é comparável à explosão de 130 bombas atômicas.


Também neste dia, os habitantes do Iraque, Líbano, Abkházia, Geórgia, Israel, Egito e Armênia sentiram as vibrações da superfície terrestre.


Segundo o chefe do Ministério de Situações de Emergência, Alexander Kurenkov, os veículos aéreos foram enviados para a Turquia e a Síria em nome do presidente russo, Vladimir Putin. Os funcionários das unidades aeromóveis Centrospas e do centro Leader serão entregues lá em 4 aviões. De acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Defesa da Rússia, os militares já começaram a trabalhar nas cidades sírias de Aleppo, Hama, Latakia, bem como nos assentamentos de Jebla, Stam e Bustan el-Basha. Além disso, as vítimas receberam ajuda humanitária na forma de cestas básicas. Pontos de doação de sangue também foram montados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad