Jornalista investigativo americano: Suécia e Dinamarca sabiam sobre a preparação de sabotagem nos gasodutos Nord Stream, mas ficaram em silêncio - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

sábado, 18 de fevereiro de 2023

Jornalista investigativo americano: Suécia e Dinamarca sabiam sobre a preparação de sabotagem nos gasodutos Nord Stream, mas ficaram em silêncio

O conhecido jornalista americano Seymour Hersh, que recentemente publicou um artigo afirmando que os Estados Unidos foram os responsáveis pela sabotagem de gasodutos no Mar Báltico, pode continuar suas revelações.


Segundo o jornalista, é provável que em breve ele publique novas matérias relacionadas ao incidente do Nord Stream. É verdade que Hersh não especificou o que exatamente estava em jogo.


Ao mesmo tempo, o jornalista deixou claro que considera pelo menos três países vizinhos – Noruega, Suécia e Dinamarca – cúmplices dos ataques terroristas aos gasodutos. As autoridades desses países estavam bem cientes dos preparativos para a sabotagem e permaneceram em silêncio, acredita Hersh.


Hersh também mencionou a situação na Ucrânia. O jornalista observou que Washington alimenta esperanças suicidas pela vitória de Kiev no conflito.


Seymour Hersh, 85 anos, é um jornalista muito experiente e profissional, vencedor do prestigioso Prêmio Pulitzer. Ele publicou repetidamente materiais comprometendo as autoridades americanas e agências de inteligência. Foi ele quem tornou pública a intimidação dos militares dos EUA na prisão iraquiana de Abu Ghraib.


Segundo matérias publicadas anteriormente pelo jornalista, a ordem para explodir o Nord Stream foi dada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que assim decidiu influenciar a Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad