Holanda não aceita exigências dos EUA para limitar o fornecimento de equipamentos para produção de chips à China - Noticia Final

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

Holanda não aceita exigências dos EUA para limitar o fornecimento de equipamentos para produção de chips à China

O ministro do Comércio holandês, Lissier Schreinemacher, disse que as novas regulamentações de exportação dos EUA, introduzidas em outubro, são "divisores de águas". Ela acrescentou que a Holanda não está aceitando novas restrições dos EUA à exportação de tecnologia de chips para a China e está consultando aliados europeus e asiáticos.


A maior empresa da Holanda é a ASML Holding, um importante fornecedor para fabricantes de equipamentos de semicondutores. O governo holandês negou permissão à ASML para fornecer suas máquinas litográficas de última geração para a China desde 2019, após pressão do governo Trump, mas em 2021 a ASML vendeu € 2 bilhões em equipamentos antigos para a China.


Em outubro, os EUA tomaram medidas para limitar a capacidade da China de fabricar seus próprios chips, e autoridades comerciais dos EUA disseram esperar que a Holanda e o Japão implementassem regras semelhantes. A ASML disse que os regulamentos dos EUA podem afetar aproximadamente 5% das vendas de seu grupo.


Schreinemacher disse que os EUA tem "preocupações justificadas" sobre a dependência excessiva da Ásia, onde 80% de seus chips avançados são fabricados, e a ameaça de seu uso militar contra a Holanda.


Ela disse que a Holanda também está em negociações com Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Alemanha e França. Ela enfatizou que a Alemanha tem interesse econômico, pois é um fornecedor chave para a ASML.


Recentemente , soube-se que os EUA estão negociando com o Japão, Holanda e Coréia do Sul para limitar a exportação de semicondutores para a China.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad